Minha noite de caça-talentos

6 maio

Quando estive em NYC em dezembro, Ana e Kenny me levaram ao BAM, a Brooklyn Academy of Music. Um lugar bacana com ampla programação gratuita ou a preços populares. Vimos o show de um cara. O nome do cara? Sorry, I don’t remember. Ok, it’s of no matter. Baladinha furreca e tal a que ele cantava. E ainda usava um paletó de ombreiras largas. Oh, sorry again, só o David Byrne pod(ia).

Mas a moça que fechou a noite, essa sim poderosa: Letha. Acompanhamos todas as músicas, compramos o CD caseiro, deixamos endereço de e-mail na lista e ouvimos nos dias que se seguiram. Não pegamos autógrafo. Havia um rio para atravessarmos e a noite estava muito fria. Ainda disse: Ana, a gente vai se arrepender. E se daqui a um ano ela for, sei lá, a nova Amy Winehouse?! Certo, ela tá mais pra Lauryn Hill, negona, estilosa, danada. É, a moça tem futuro, concordamos.

Aí recebo as últimas news da moça. Emplacou música em uma série da NBC chamada Phenomenon. Vejo a chamada. Valei-me! Ressuscitaram o Uri Geller. Mas curiosa, google ahead, descubro que o seriado em questão tem uma audiência próxima a de Heroes na TV americana. Eu não disse? Olha aí a Letha no caminho de ficar famosa. Bem na peinha, como se diz por aqui…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: