Minha noite de caça-talentos

6 maio

Quando estive em NYC em dezembro, Ana e Kenny me levaram ao BAM, a Brooklyn Academy of Music. Um lugar bacana com ampla programação gratuita ou a preços populares. Vimos o show de um cara. O nome do cara? Sorry, I don’t remember. Ok, it’s of no matter. Baladinha furreca e tal a que ele cantava. E ainda usava um paletó de ombreiras largas. Oh, sorry again, só o David Byrne pod(ia).

Mas a moça que fechou a noite, essa sim poderosa: Letha. Acompanhamos todas as músicas, compramos o CD caseiro, deixamos endereço de e-mail na lista e ouvimos nos dias que se seguiram. Não pegamos autógrafo. Havia um rio para atravessarmos e a noite estava muito fria. Ainda disse: Ana, a gente vai se arrepender. E se daqui a um ano ela for, sei lá, a nova Amy Winehouse?! Certo, ela tá mais pra Lauryn Hill, negona, estilosa, danada. É, a moça tem futuro, concordamos.

Aí recebo as últimas news da moça. Emplacou música em uma série da NBC chamada Phenomenon. Vejo a chamada. Valei-me! Ressuscitaram o Uri Geller. Mas curiosa, google ahead, descubro que o seriado em questão tem uma audiência próxima a de Heroes na TV americana. Eu não disse? Olha aí a Letha no caminho de ficar famosa. Bem na peinha, como se diz por aqui…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: