Accelere historique

17 set

Uma história concisa e acelerada da moda na França, ao som de Serge Gainsbourg. Estão lá citações a Paul Poiret, Chanel, Dior, Courrèges…

Apesar de seus 20 anos – foi realizado em 1986 – continua interessante o mini-documentário de William Klein, regatado posteriormente no DVD In and Out of Fashion (creio que não foi lançado no Brasil). Klein é um caso bem interessante: apesar de considerado um divisor de águas na fotografia de moda, era – e continua sendo – avesso ao mundo fashion. Judeu e pobre na NY dos anos 50, fez do MoMA seu segundo lar. Foi após uma exposição sua abstrata, que Alexander Liebeman, então diretor da Vogue, o convidou para trabalhar com ele. Sem o menor interesse por roupas ou desfiles, sem ter sequer idéia do poder da Vogue, aceitou em troca de patrocínio para um projeto paralelo.

Suas fotos acabaram se destacando justamente pelo seu olhar de estrangeiro àquilo tudo. Imagens de glamour eram desconstruídas ao ponto da agressividade, estranhamento ou paródia. Tanto que sua modelo favorita, Barbara Mullen, não era exatamente um padrão de beleza Vogue. Os anos que passou no MoMA e estudando Artes em Paris contribuíram para o ar surrealista de algumas de suas fotos, assim como outros movimentos artísticos. Ao contrário de Cartier-Bresson, um fotógrafo “invisível”, Klein gritava com seus fotografados.

klein_0.jpg

klein_4.jpgEnvolveu-se também com a imagem em movimento, como no exemplo do Mode em France acima. Mas sua empreitada mais conhecida foi o filme “Qui êtes-vous, Polly Maggoo?” (Quem é você, Polly Maggoo?), de 1966, no qual critica e ironiza o mundo da moda. Aqui no Brasil, uma cópia é coisa raríssima. Até hoje só tive acesso a um pequeno trecho por conta da palestra da professora francesa Nicole Foucher na UFC no ano passado. Mas o filme é referência no mundo todo, bem antes do Prêt-à-Porter, do Altman. Trata-se da história de um modelo famosíssima, a Polly Maggoo em questão, que de repente está em todos os outdoors, desfiles, provoca batidas na rua, pedidos de casamento, enfim uma autêntica maggoomania. A cena mais famosa, exibida na palestra, é justamente a de um desfile em que as modelos vestem placas de alumínio impossíveis de usar, sob olhar de admiração da platéia, que acha tudo “magnifique”. É ou não é bem atual?

rabanne_1.jpgIronia do destino ou não, as tais placas de metal acabariam inspirando Paco Rabanne pouco depois e seus vestidos viraram hit nas vitrines, símbolo do futurismo que dominava não apenas a moda, mas o pensamento em geral, naquela época em que o homem pisava na lua.

Klein não perdoou. No ano passado, ao avaliar sua obra, soltou: “A moda é tão ridícula, não tem limite o que as pessoas fazem para chocar ou para ficarem conhecidas. A idéia de modelos usando folhas no filme pegou e Paco Rabanne fez toda aquela ‘merda’ de metal”.

Talvez ele ainda não tivesse visto que, também no ano passado, pelo menos três coleções internacionais apareceram metalizadas: Chalayan, Balenciaga e Viktor&Rolf.

chalayan.jpg

Hussein Chalayan, primavera-verão 2007.

Anúncios

Uma resposta to “Accelere historique”

Trackbacks/Pingbacks

  1. Junho: William Klein « Fila A - junho 3, 2010

    […] Junho: William Klein A cada mês mudarei o cabeçalho do blog e o background do twitter @primeirafila para homenagear alguém que admiro nesse mundo da moda e da cultura pop. Pra começar, meu querido fotógrafo William Klein, autor de imagens instigantes. Escolhi a fotografia cima pelo jogo de espelhos que nos mostram as diversas faces de um objeto, no caso a modelo. Este é o enfoque que tento dar a esse blog também. Falei de William Klein nesse post de 2007. […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: